Religiões e doutrinas em Cabo Verde

Quando as ilhas que compõem Cabo Verde foram descobertas pelos portugueses em 1456, elas estavam desabitadas, e, a partir da povoação, começou-se também a chegada do catolicismo ao local. Uma missão religiosa conferida pelos papas Nicolau V, em 1455, e Calisto III, em 1456, outorgaram a Dom Afonso V de Portugal a posse dos territórios recém-descobertos na África, concedendo aos portugueses o monopólio do comércio na região, também os que se fixassem em terra, converter os infiéis, fundar mosteiros e outros locais de culto, e travar o avanço dos muçulmanos nos territórios ultramarinos, num conjunto de medidas que ficou conhecido por padroado régio português.

A atuação da igreja católica em Cabo Verde foi fundamental, não só na vertente estritamente religiosa e moral, mas também no ensino e na cultura, dado que os missionários e restantes padres e outros religiosos eram as pessoas mais bem preparadas e disponíveis para ensinar, desde as letras às ciências, e até às artes. Com os contatos estabelecidos desde o séc. XIX com os Estados Unidos da América, outras igrejas cristãs reformistas, como a do Nazareno, a dos Adventistas do 7º Dia e outras vieram instalar-se e se desenvolveram progressivamente nas diversas ilhas.

Mais recentemente, Igrejas oriundas em especial do Brasil, o Templo Maior ou outras estão implantadas pelas várias ilhas do arquipélago. Com a abertura das fronteiras aos países da CEDEAO, também a religião muçulmana passou a contar em Cabo Verde com presença significativa.

Reset password

Enter your email address and we will send you a link to change your password.

Get started with your account

to save your favourite homes and more

Sign up with email

Get started with your account

to save your favourite homes and more

By clicking the «SIGN UP» button you agree to the Terms of Use and Privacy Policy
Powered by Estatik
Boavista Official

GRÁTIS
BAIXAR