Situação do Corona vírus em Boavista – Cabo Verde

ACTUALIZAÇÃO 25 de Agosto de 2020:
Depois de estar completamente fechada durante 2 meses em estado de emergência, a ilha de Boavista está agora sem COVID por mais de 90 dias. Em algumas outras ilhas há pacientes positivos, na sua maioria assintomáticos. A viagem entre as ilhas é limitada e é obrigatório realizar o teste PRC no máximo 72 horas antes da viagem.

A mesma regra aplica-se aos viajantes que chegam do estrangeiro, o que é actualmente possível através dos voos da companhia da zona TAP, via Lisboa, com escalas na Praia e S. Vicente. Há mais voos directos para Sal e Boavista a partir de meados de Setembro. De momento, estas ligações são consideradas corredores aéreos para cidadãos cabo-verdianos, residentes, familiares, proprietários de empresas ou propriedades e trabalhadores com contratos regulares. Existe a obrigação de usar uma máscara nas instalações públicas, e embora a situação na ilha esteja completamente sob controlo, as autoridades apelam à máxima cautela.

A abertura de corredores aéreos semelhantes está também prevista para outros países, incluindo a Itália (provavelmente Milão) até ao final de Setembro. Entretanto, estão em curso trabalhos para expandir o hospital local, para a abertura de um centro de tratamento virológico e anti-COVID, como condição essencial para a reabertura dos voos internacionais ao turismo. Forneceremos mais informações o mais rapidamente possível.

Desde o início da pandemia até à data, registaram-se 3.568 casos de vírus de Corona em Cabo Verde (dos quais apenas 57 em Boavista), 2.673 doentes recuperados, 856 activos e 37 mortos.

ATUALIZAÇÃO 15 de julho de 2020: Retoma das ligações aéreas em todo país nesta quarta-feira, com 34 voos semanais para o arquipélago nesse início, segundo o diretor de transporte inter-ilhas de cabo verde (TICV)  Luís Quinta, os voos vão ser realizados por apenas um aparelho e com o controlo no trânsito de pessoas. Uso obrigatório de máscaras, medidor de temperatura e testes rápidos são por agora as medidas implementadas para qualquer um que queira viajar entre as ilhas.

ATUALIZAÇÃO 28 de junho de 2020: Na ilha da Boavista não foi registrado mais nenhum caso de covid 19. Boavista ainda continua Covid Free sem sinal de mudança no cenário, mas isso não se pode dizer de outras ilhas, que no nível geral estamos numa situação em que, o número de ativos aumentou em alguns concelhos no país, a taxa de recuperados está em 55,3% , e a  taxa de letalidade global está em 0,87%.

ATUALIZAÇÃO 22 de Maio de 2020: Boavista COVID-free: com todos os pacientes recuperados, Boavista encontra-se sem casos ativos de Covid-19. Tendo em conta a situação atual do novo coronavírus, o cenário da paralisação econômica é visível em diversos setores da economia mundial. Contudo, um dos mais afetados, é o setor do turismo que vivenciou uma descida descomunal e significativo das suas atividades. Por essa razão, esforços a nível mundial estão sendo feitas, no sentido de voltar, aos poucos, à normalidade. 

Em Cabo Verde o Covid-19 travou a dinâmica do fluxo de passageiros tanto a nível nacional como internacional, afetando drasticamente todos os setores da economia do país. Com todos os pacientes recuperados e sem casos novos na ilha da Boavista, o Governo e as empresas estão otimistas quanto a reabertura deste setor nas ilhas turísticas do arquipélago.

Todos os voos internacionais ainda se encontram suspensos, mas com todas medidas de segurança sanitária, já implementadas, o Governo de Cabo Verde prevê a reabertura para o mês de Julho, das atividades na ilha. O Governo adiantou ainda que todas as medidas estão sendo impostas para que Cabo Verde possa ser um destino turístico de “alto nível” de segurança sanitária.

Vale relembrar que as maiores empresas hoteleiras e do turismo em geral, de Cabo Verde, já estão preparadas sanitariamente, seguindo todas as recomendações da Direção Nacional da Saúde (DGS), com procedimentos, tecnologias e equipes de limpeza todas reforçadas e profissionais capacitados para garantirem o bem-estar de todos os clientes. As condições para o distanciamento social já estão implementadas em todo o setor turístico, desde os estabelecimentos hoteleiros e empresas de excursão até às belíssimas e longas praias da ilha.

Boavista é uma das ilhas de Cabo Verde mais afetada economicamente com esta pandemia, especialmente porque todas as atividades da ilha giram em torno do setor turístico, que neste momento se encontra paralisado. Para que essa atividade seja retomada o mais breve possível, tudo já se encontra preparado para que os turistas possam respirar um ar puro, estar mais próximo da natureza ou banhar-se nas águas tranquilas deste pequeno paraíso no meio do atlântico, após este longo período de confinamento.

Os melhores alojamentos para garantir a maior segurança sanitária possível, são as vilas e os apartamentos, onde o distanciamento social necessário que deve ser mantido é mais prático. Muitos apartamentos em Boa Vista são geridos como os quartos dos hotéis, com os mesmos serviços e o mesmo atendimento. Nos próximos dias serão publicadas quais as companhias aéreas que terão acesso a ilha e a lista dos alojamentos com certificação sanitária.

ATUALIZAÇÃO 11 de maio de 2020: Covid-19: Boavista com um total de 46 recuperados e ainda 7 casos ativos. Governo e empresas turísticas preparam-se para uma reabertura exponencial do turismo.

A situação pandêmica do novo coronavírus mais conhecido por Covid-19, tem afetado fortemente a economia mundial nos mais diversos setores de investimentos e tem deixado   milhões de pessoas receosas de saírem das suas casas com medo de se contraírem o vírus. Dado às fortes medidas sanitárias, de proteção e de isolamento, aos poucos a economia vem se reerguendo tentando voltar à normalidade.

O mesmo acontece na ilha da Boavista. Com 56 casos confirmados, dos quais 46 são considerados curados ou recuperados, todos os casos positivos, ativos, na ilha são assintomáticos e apenas 7 indivíduos se encontram ainda nesta situação ativa do vírus e a evoluir positivamente. A ilha se encontra ainda em “Estado de Emergência” até o dia 14 do corrente mês de Maio.

No momento todos os voos internacionais estão suspensos e o Governo de Cabo Verde já está a implementar estratégias para recuperar o turismo apresentando ao exterior um programa de “Segurança Sanitária” para que o mais breve possível, seja retomada as atividades na ilha.

As maiores Empresas Hoteleiras, e do turismo em geral, de Cabo Verde, já estão preparadas sanitariamente reforçando procedimentos, tecnologias e equipes de limpeza com profissionais aptos para garantirem o bem-estar de todos os clientes, enquanto todas as medidas de segurança impostas pelo governo estão sendo implementadas. Especialmente para empresas turísticas de Boavista que é uma das maiores ilhas turísticas de Cabo Verde e onde os serviços de limpeza são muito apreciados pelos turistas. As condições para o distanciamento social já estão sendo implementadas em todo o setor turístico no sentido das pessoas se sentirem mais seguras. As imensas praias da ilha também oferecem segurança pelo facto de serem compridas e largas.

Enfim, tudo está preparado e pronto para mais uma temporada do turismo e brevemente teremos uma reabertura descomunal, mas bastante prazerosa para os que querem se aventurar numa ilha paradisíaca depois deste período de confinamento. Fique ligado à página de notícias para mais informações sobre a reabertura do turismo que será o mais breve do que você imagine.

ATUALIZAÇÃO 5 de maio de 2020: Boavista tem 56 casos confirmados, dos quais 14 já foram curados. Não há um caso sério, pois a maioria dos positivos é assintomática. A ilha ainda está em “estado de emergência” e permanecerá fechada até 14 de maio. No momento, todos os vôos internacionais permanecem suspensos até novo aviso.

ATUALIZAÇÃO 25 de março de 2020: Esta segunda feira dia 23 registrou-se a primeira morte pelo COVID 19 na ilha, trata-se do primeiro caso na ilha o senhor inglês de 62 anos foi sepultado na ilha com fortes medidas de segurança , o outro paciente a holandesa que inspira cuidados foi evacuada para o seu pais.

ATUALIZAÇÃO 21 de março de 2020: Segundo o Ministro da Saúde Arlindo Do Rosário, um cidadão ingles de 56 anos e uma cidadã holandesa de 60 anos são os mais novos casos de infecção pelo COVID 19 na ilha, elevando para 3 os casos na ilha.

Como a situação está evoluindo, atualizaremos esta notícia.

EM GERAL
Fonte: covid19.cv