Aprendendo com a Natureza

A educadora Katia Regina (bióloga d´Assunção) deu à Infopress um feedback positivo depois que as crianças visitaram o campo de pesquisa de Projeto Tartaruga na praia de Boa Esperança para o programa “Aprendendo com a natureza”.

O programa começou pela manhã, quando a turma concordou com um código de conduta para a estadia no acampamento, que incluía regras para brincar na praia, como agir em torno de uma tartaruga marinha e respeitar o acampamento e os materiais de trabalho. Depois disso, as crianças foram divididas em dois grupos: “crianças careta” e “animais marinhos”.

Katia Regina d´Assunção incentivou a participação no programa “Aprendendo com a Natureza” e recebeu crianças de quase todas as comunidades de Boa Vista, com exceção das crianças do Fundo de Figueiras e Cabeça de Tarafes que irão neste fim de semana.

Durante o dia, as crianças participaram de jogos educativos e receberam lições sobre ninhos e sobrevivência de tartarugas. Eles então aprenderam o processo através de uma demonstração no campo. Segundo Katia d´Assunção, as atividades ensinaram as crianças sobre as ameaças, naturais e antropogênicas, que as tartarugas marinhas enfrentam e medidas de conservação destinadas a protegê-las. Eles também foram informados sobre a interconectividade dos ecossistemas e como os humanos dependem do meio ambiente para a nossa existência.

À tarde, a atividade “Detetive de praia” levou as crianças à praia para coletar resíduos, fazendo uma lista de materiais coletados e analisando o que deveria e o que não deveria estar na praia. Segundo Katya, essa atividade “é conscientizar sobre outro problema que são os resíduos e plásticos que em Boa Vista representam 3% da produção quando não for descartado adequadamente, acabará no mar”.

Para terminar o dia, as crianças foram levadas à praia por um dos biólogos do campo para o processo de nidificação de tartarugas marinhas e aprender sobre o que a organização faz para monitorar as tartarugas e realocar ninhos.

Em Boavista é possível visitar ninhos de tartarugas e ver desova (de julho a outubro). Nesta página você encontra todas as informações: IR PARA A EXCURSÃO.

Outras notícias interessantes

Carnaval Boa Vista 2020

O carnaval é considerado uma das festas populares mais animadas e representativas do mundo. E o carnaval da ilha da Boa Vista, em Cabo Verde, vem crescendo e tornando-se cada vez mais uma festa popular. Esse crescimento ocorreu com a ajuda dos bailes de máscaras e desfiles carnavalescos. Não há como negar que o carnaval

Kite Downwind 2020

Um projeto sem fins lucrativos como nenhum outro! O Kite Downwind foi criado há 4 anos com a idéia e motivação para arrecadar fundos para um jardim de infância aqui na ilha de Boa Vista. Cada participante pagou uma "taxa de inscrição" pela participação e o que restou no final foi 100% investido no jardim

Formação Profissional é agora uma realidade em Boavista

Inaugurado no dia 27 de janeiro, é um investimento do Governo através do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), Cooperação Luxemburguesa Fundo do Turismo e Câmara Municipal da Câmara Municipal, para acompanhar a demanda da ilha e investir nas pessoas, nas suas qualificações, no seu bem-estar e dá-las as ferramentas para que possam cuidar

As tartarugas marinhas prosperam-apesar dos nossos erros

As tartarugas marinhas enfrentam uma série de ameaças naturais à sua sobrevivência, desde o desenvolvimento de seus ovos até a idade adulta.                                                                   

Visita à ilha de Boavista pelo vice-primeiro e ministro das finanças, Dr. Olavo Correia

News- 27-01-2020 De acordo com a notícia antes publicada sobre o estatuto diferenciado para o titular de segunda residência em Cabo Verde com a emissão do “Green Card” aos estrangeiros, que confere autorização de residência permanente por tempo indeterminado e permite a possibilidade de isenção do Imposto Único sobre o Património (IUP), aos estrangeiros que

A Reabilitação do Forte Duque de Bragança Para transformação do Museu

O Forte Duque de Bragança Construído há 200 anos, no ilhéu de Sal-Rei, na Ilha da Boa Vista, tinha a função de defesa daquele ancoradouro contra os então frequentes ataques de piratas e corsários à ilha da Boa Vista. Em despacho publicado pelo Ministério da Economia Marítima é autorizado o Instituto do Património Cultural (IPC)