Investimentos em Boa Vista

Investir em Boavista, bem como através de Cabo Verde, é uma escolha que recompensou numerosos empresários locais e estrangeiros que se dedicam ao desenvolvimento econômico, social e do turismo no país. Há dois fatores principais para determinar a possibilidade de um investimento: a segurança e a conveniência.

SEGURANÇA:
– Estabilidade política do país, uma República parlamentar desde 1975, tem permitido a Cabo Verde desenvolver em um mercado aberto, na ausência de acontecimentos violentos ou forças políticas. As equipes de governo que se seguiram ao longo dos anos estão implementando uma política de fortalecimento de serviços básicos e abertura para mercados externos, legislar a favor do intercâmbio econômico e crescimento em todos os níveis.
– A religião católica, professada por 95% dos habitantes, contribui não só para uma pegada cultural madura e estável, com base na família, igualdade de gênero e direitos humanos, mas também um equilíbrio social desatado por tensão religiosa ou étnica.
– O direito penal e civil cabo-verdiano é baseado no direito romano. Isso fornece os investidores com uma regulamentação jurídica semelhante aos modelos europeus.
– A União Europeia e o Banco Mundial colaboram financeiramente para o desenvolvimento do arquipélago, espremendo acordes virou-se para manter um relacionamento transparente, a fim de aumentar as oportunidades de comércio e investimento, mantendo as condições de estabilidade do país.
– O país está conectado diariamente com muitos países do mundo, especialmente com a Europa. Entrar e sair do país é muito simples, o visto de turista é obtido diretamente no aeroporto na chegada e aplicar para o visto de residência não envolve problemas. Voar entre as ilhas é rápido e seguro.
– Gandes crimes e corrupção estão muitos limitados.
– Clima do Boavista é favorável ao longo do ano, com temperaturas amenas e água morna. A ausência de fenómenos meteorológicos destrutivos tais como furacões, terremotos ou inundações mais garantir a situação económica e social da área. Além disso, há não há doenças endémicas, as vacinas não são necessárias e não há nenhum animal perigoso ou venenosas (cobras, insetos ou grandes felinos).
– A venda de uma propriedade goza dos mesmos direitos que um “plena propriedade”. O proprietário pode descartá-lo como achar melhor, alugá-lo e revendê-lo. Os atos são assinados pelos notários e gravados no registo predial. Além disso, em países de direito comunitário se aplica ainda mais claramente consagra os direitos dos cidadãos europeus, proprietário de uma propriedade em Cabo Verde.

CONVENIÊNCIA:
– Cabo Verde não é parte da União Europeia e, portanto, tem uma moeda soberana, o Escudo cabo verdiano (ECV), associada ao Euro, no entanto, por uma taxa fixa. Isso garante o comércio e o destino do país para a Europa.
– O custo de vida é menor do que na Europa. Investir em Cabo Verde hoje significa encontrar ofertas atraentes e exclusivas. O mercado está crescendo por 15 anos e turismo contribui grandemente para reavaliação de imóveis, propriedades comerciais, actividades comerciais e industriais.
– Os custos de compra e venda de uma propriedade são muito baixos (menos de 7% no total), bem como as de manutenção. As tarifas de compra são ainda acessíveis e irão aumentar de ano para ano.
– É possível confiar em bancos locais para hipotecas ou transportar sua hipoteca em Cabo Verde. Então como é possível transferir a pensão aqui, com grande redução de impostos. As taxas de juros são inferiores à média europeia.
– O custo de mão de obra é muito baixo, assim como os salários. Dependendo a oportunidade você está procurando, um empregado pode custar-lhe aproximadamente 10-15% mais do que o salário dele.

POTENCIAL TURISTICO:
– As características geográficas gerais da ilha de Boa Vista destacam a possibilidade de se banhar em quase todas as praias que a cercam, especialmente na costa oeste e sudoeste (com exceção de Morro de Areia, que tem uma parte da costa rochosa com uma zona marítima com muitas ondas). Existe também a possibilidade de articulação e complementaridade com as áreas de interesse ambiental que ocupam a frente da ilha, desde a costa norte até a costa sudeste, dando assim à ilha um perfil turístico adequado para famílias, com um componente importante de “turismo ambiental e naturalista”.
– O componente ambiental que, de acordo com o princípio da proteção ativa, deve estar associado a alguma capacidade de acomodação, assume sua atratividade, em consideração o crescente interesse pela sustentabilidade. Além disso, o componente ambiental tem um papel de valor agregado para enriquecer a experiência oferecida pelo turismo convencional à beira-mar.
– Os potenciais produtos turísticos da ilha de Boa Vista são: sol e praia; ecoturismo (observação da fauna, especialmente tartarugas e baleias, ornitologia, turismo rural); turismo cultural (festividades arqueológicas, étnicas, folclóricas e património construído); Turismo esportivo (esportes aquáticos, aventura, mergulho, equitação, pesca esportiva, golfe).

CODIGO DE INVESTIMENTO:
– De acordo com o novo código de investimento, o investidor é “qualquer pessoa física ou jurídica, independentemente da nacionalidade, que realiza investimentos estrangeiros no território nacional, devidamente autorizado pela autoridade competente”.
– A mesma lei define o investimento externo como “participação em todas as atividades econômicas realizadas com a contribuição do exterior suscetível a avaliações pecuniárias, ou seja, moeda livremente convertível e depositada em uma instituição financeira legalmente estabelecida no país; e em serviços importados sem despesa em moeda estrangeira para o país, lucros e dividendos de investimentos estrangeiros reinvestidos na mesma ou em outras atividades econômicas que podem consistir na criação de uma nova empresa, agências ou outra forma de empresas estrangeiras, aumentar a participação capital, aquisição de ativos, ações de empresas existentes, empréstimos adicionais e adicionar ou alterar membros para a empresa “.
– O código de investimento estrangeiro garante segurança para os investidores e proteção legal contra quaisquer medidas de requisição ou nacionalização, expropriação direta ou indireta de propriedade privada, em todos os seus aspectos legais e econômicos, exceto por razões de interesse público e de acordo com o princípio de não discriminação e sem prejuízo de uma liquidação imediata, completa e justa, com base no valor efetivo e real do investimento, na data da declaração de utilidade pública;
– Quando todas as obrigações são cumpridas, os investidores estrangeiros têm o direito de se converter em qualquer outra moeda livremente conversível e transferir para o exterior todo o rendimento do investimento, que foi devidamente registrado no banco de Cabo Verde. Estas receitas incluem: lucros operacionais líquidos, incluindo dividendos e juros sobre capital próprio; Taxas e comissões para serviços relacionados a investimentos; Renda da venda das ações; Venda parcial ou total de qualquer parte do investimento; Benefícios relacionados à amortização e juros sobre transações financeiras que constituem investimentos estrangeiros; Indemnização por expropriação ou perdas.
– Os investidores também têm o direito de transferir o capital inicial no exterior, bem como o capital adicional utilizado para manter ou aumentar o investimento, bem como o reembolso de um empréstimo, incluindo juros, relacionados ao investimento. Todos os investimentos estrangeiros devem ser registrados no banco de Cabo Verde, no prazo de 120 dias a contar da data da notificação, pela autoridade competente, da autorização para realizar o investimento.
– Dentro do código de investimento, podem ser concedidos incentivos gerais ou específicos, dependentes ou automáticos sobre investimentos, por períodos fixos ou indefinidos, sob a forma de isenções, deduções, reduções de base tributária e créditos tributários, depreciação e amortização aceleradas o crédito tributário para investimentos, de acordo com as disposições do código tributário.
– A Convenção do Estabelecimento é um tipo especial de investimento estrangeiro, estipulado, por iniciativa do Governo, entre o Estado e os investidores estrangeiros, a fim de exercer uma determinada atividade econômica do país que, por seu tamanho ou natureza (social, implicações tecnológicas ou ecológicas ou outras circunstâncias), é de interesse excepcional na estratégia nacional de desenvolvimento.

Em conclusão, podemos afirmar que Cabo Verde é um país a ser levado a consideração séria para qualquer tipo de investimento. Quer se trate de uma casa, um hotel ou uma atividade, o país oferece todas as soluções para se concentrar em investimentos sólidos e duradouros ao longo do tempo. Nestes anos, há uma forte propensão ao setor imobiliário, mas não é subestimar o início de uma atividade que, ligada ao crescimento da população e ao crescimento muito positivo do número de turistas, certamente pode ser uma escolha vencedora.

Algumas dicas: estimar uma viagem exploratória, desconfiar de ofertas fáceis ou muito tentadoras, fazer muitas perguntas e, se possível, contar com agências de investimento, evitando acabar nas mãos de indivíduos que possam usar sua inexperiência para sua vantagem. O melhor investimento é a informação.